A seleção colombiana ficará em 17º lugar no ranking da FIFA de outubro

A Seleção Colombiana vive um novo amanhecer com Néstor Lorenzo. A atmosfera dentro do grupo de jogadores mostra que o fracasso no caminho para o Qatar 2022 ficou para trás e agora o próximo empate está próximo das mãos de uma nova ninhada de jogadores que estão empolgados com grandes coisas.

Os amistosos contra Guatemala e México deixaram um saldo muito positivo, pois além das duas vitórias, viu-se uma equipe que por várias passagens deu sinais de um futebol muito bom. Além disso, as variantes táticas e as trocas de jogadores deram outra cara ao time quando passou por momentos adversos, algo que não aconteceu na eliminatória.

Tudo isso mostra que A atual geração de jogadores não teve culpa da eliminação da Seleção Colombiana do Catar 2022. Grande parte dos que fizeram parte dos processos anteriores foram convocados para esta dupla data de amistosos e foram titulares.

Veja também: De Nacional ou DIM? Seleção da Colômbia anunciou nova convocação para microciclo

Outra prova disso é que o ‘tricolor’ não perdeu muito espaço no ranking mundial de fifa e graças às vitórias contra Guatemala e México, subirá posições na atualização de outubro, a última antes do Copa do Mundo.

Seleção colombiana, no top 20 do ranking da FIFA

Embora ainda não seja oficial, o renomado jornalista de futebol e estadista espanhol Mister Chip publicou qual será o próximo ranking das seleções nacionais, com a Colômbia em 17º lugar. Juntamente com a Itália, que será a sexta, é a única equipe do top 20 que não estará presente no Catar.

O líder do novo ranking da Fifa de outubro será o Brasil, seguido por Bélgica, Argentina, França, Inglaterra, Itália, Espanha, Holanda, Portugal e Dinamarca no top-10.

A Colômbia é a quarta seleção sul-americana mais bem posicionada, atrás de Brasil, Argentina e Uruguai (14). Seguem-se Peru (22), Chile (29), Equador (44), Paraguai (47), Venezuela (57) e Bolívia, que não figura entre os 80 primeiros.

Continue lendo: Osorio ‘entrou’ nos problemas de Martino no México: críticas ao técnico argentino

Cedric Schmidt

"Amante de café irritantemente humilde. Especialista em comida. Encrenqueiro apaixonado. Especialista em álcool do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *