Eles detectam o primeiro caso de varíola na Venezuela | Sociedade | Edição América

O Ministério da Saúde venezuelano informou neste domingo sobre a detecção do primeiro caso de varíola no país, diagnosticado em um paciente que entrou, da Espanha, pelo Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetía, que serve Caracas.

“O paciente que entrou no país vindo de Madri, na Espanha, teve contato com dois infectados na cidade de Barcelona, ​​​​​​na nação europeia”, detalhou o Ministério da Saúde em mensagem postada em sua conta no Twitter, na qual indicou que o paciente foi submetido a exames pertinentes, que deram resultados positivos.

A pasta de saúde venezuelana indicou que, diante da suspeita, o paciente, sobre o qual não ofereceu mais informações, “foi imediatamente isolado”.

“Os testes pertinentes foram realizados e uma amostra foi coletada, mostrando um resultado positivo com condições de saúde estáveis”, acrescentou a agência.

O Ministério da Saúde venezuelano assegurou que está investigando a cadeia de infecções no caso, a fim de “estabelecer uma cerca epidemiológica”.

Monkeypox é endêmica há pelo menos 40 anos nos países da África Ocidental e Central.

Apesar de casos isolados já terem sido registrados em outras regiões, até então sempre ligados a pessoas que viajaram para o continente africano, este ano houve um surto mais generalizado em vários países não endêmicos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou, até esta segunda-feira, 780 casos confirmados nas últimas semanas em países não endêmicos, 88% deles diagnosticados na Europa.

Laboratórios confirmaram este patógeno em 27 países não pertencentes a regiões endêmicas, sendo o Reino Unido o país com mais infecções (207), seguido de Espanha (156), Portugal (138), Canadá (58) e Alemanha (57). . .

Mais de uma dúzia de casos também foram registrados nos Estados Unidos, Bélgica, França, Itália e Holanda, além de duas infecções na Argentina, uma no México e uma no Brasil, segundo dados recebidos pela OMS das redes. saúde nacional.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.