Comércio exterior espanhol continua a mostrar dinamismo e atinge números recordes Notícias da Espanha

De acordo com os últimos dados comerciais declarados pelas Alfândegas, as exportações espanholas de mercadorias aumentaram 24,4% no acumulado de janeiro a maio de 2022 em relação ao mesmo período do ano anterior.

Assim, as vendas de mercadorias espanholas no exterior atingiram 155.970 milhões de euros, o que representa um novo máximo histórico e supera em muito o volume obtido no mesmo período de 2019, antes da pandemia.

Por seu lado, as importações aumentam 40,7% ano-a-ano para 182.539 milhões de euros, também um máximo histórico.

Para a Secretária de Estado do Comércio, Xiana Méndez: “O comércio de mercadorias continua a mostrar grande dinamismo nos primeiros cinco meses de 2022. As exportações e importações continuam a crescer a bom ritmo apesar do complexo contexto internacional”.

O crescimento interanual das exportações espanholas entre janeiro e maio (24,4%) foi superior ao registado na UE-27 (21,4%) e na zona euro (22,0%). É também superior à registada pela Itália (22,6%), França (20,9%), Reino Unido (15,1%) e Alemanha (12,4%). Fora da Europa, as vendas para os EUA (19,5%), China (11,4%) e Japão (14,3%) também cresceram.

As principais contribuições positivas para a taxa de variação anual das exportações de janeiro a maio de 2022 vieram dos setores de produtos químicos, produtos energéticos, semimanufaturados não químicos e alimentos, bebidas e fumo.

As exportações para a União Europeia (62,8% do total) aumentaram 27,1% nos primeiros cinco meses do ano. As vendas para a zona euro (55,2% do total) aumentaram 26,7% e as para o resto da União Europeia (7,6% do total) aumentaram 29,9%.

As vendas para terceiros destinos (37,2% do total) cresceram 20,2% neste período, com aumento nas exportações para América Latina (33,6%), América do Norte (31,6%), Oriente Médio (22,5%), África (21,6%) e Ásia excluindo o Oriente Médio (0,1%).

As comunidades autónomas com maior crescimento das suas exportações foram as Canárias (89,1%), as Ilhas Baleares (51,8%) e a Comunidade de Madrid (49%).

Dados do mês de maio

Em maio de 2022, as exportações espanholas de mercadorias aumentaram 28,8% ano-a-ano, atingindo 35.045 milhões de euros, um recorde histórico para qualquer mês. Por sua vez, as importações também atingiram um máximo histórico e aumentaram 47,1% ano-a-ano para 39.803,8 milhões de euros.

Como resultado, registou-se um défice comercial de 4.759 milhões de euros, inferior ao do mês anterior. A taxa de cobertura foi de 88%.

“O aumento do preço dos produtos devido ao aumento da energia continua a ser a principal causa do aumento do défice comercial motivado por um ambiente global menos favorável”, afirma Xiana Méndez. “No entanto, se descontarmos os aumentos de preços, a evolução do volume de exportações e importações também é muito favorável.”

As principais contribuições positivas para a taxa de variação anual das exportações vieram dos setores de produtos químicos, produtos energéticos, produtos semimanufaturados não químicos e alimentos, bebidas e fumo.

Em maio de 2022, as exportações para a União Europeia representavam 61,5% do total (61,3% em maio de 2021) e aumentaram 29,3% em termos homólogos. As destinadas à zona euro cresceram 27,8% e as destinadas ao resto da UE aumentaram 40,7%. Dos principais parceiros destacam-se os aumentos das vendas para Portugal (32,4%), França (27,8%), Alemanha (24,3%) e Itália (19,6%). Por último, as exportações para países terceiros (fora da UE) representaram 38,5% do total e aumentaram 28,0% em termos homólogos.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *