A polêmica declaração de Luis Enrique sobre o título da seleção argentina: “Não vamos enlouquecer porque ele venceu a Itália”

Espanha estreou no Liga das Nações com gravata 1 a 1 contra Portugal. Após a reunião, Luís Henrique analisou o seu próprio, mas foi uma frase sobre a consagração da seleção argentina que gerou grande impacto. A razão? Minimizou o título do Escaloneta na Finalíssima contra a Itália.

“Não vamos descobrir a Argentina e o Brasil… São times que possuem qualidade individual, no caso da Argentina com Leo Messi e no caso do Brasil com mais jogadores como Neymar, Vinicius e outros. Eles serão referência na Copa do Mundo sem dúvida, não vamos nos surpreender”foi a primeira reflexão feita pelo espanhol.

No entanto, a decisão polêmica veio depois. “Mas também não vamos enlouquecer porque venceram a Itália por 2 a 0, que agora está em um período de mudança, de fraqueza, que pode durar e da qual é difícil sair”justificou o treinador, que errou o resultado finaljá que a Argentina goleou por 3 a 0 e enterrou a Azzurra pela derrota histórica contra a Macedônia do Norte, que os impediu de se classificar para a Copa do Mundo no Catar.

O técnico espanhol Luis Enrique afirmou ser “mais do que satisfeito” com o desempenho de la Roja esta quinta-feira frente a Portugal, apesar do empate 1-1 na Liga das Nações. “Trouxeram a versão mais ofensiva, com jogadores de maior qualidade para nos prejudicar, mas acho que no geral a equipa tem sido muito boa”, reconheceu o treinador em conferência de imprensa.

“Tivemos fases muito boas com a posse de bola, fizemos tilt, tivemos chances de fazer o segundo, mas não foi possível”, acrescentou. “Em geral, estou mais do que satisfeito”, insistiu Luis Enrique, que, no entanto, admitiu: “Em algumas fases fomos um pouco mais imprecisos do que o normal, como resultado da pressão do rival”.

O treinador espanhol fez elogios ao jovem Gavi, que esteve na origem do golo espanhol. “Com Gavi Tenho a sensação de que ele ainda é desconhecido no futebol espanhol, Ele não só corre, luta e no nível defensivo ele é top, mas no nível ofensivo ele é bom, ele tem um gol, ele tem um chute com as duas pernas, aos 18 ele é um jogador único”, disse Luis Enrique, que alegou tê-lo trocado “porque recebeu uma pancada na panturrilha”.

Espanha e Portugal empataram 1-1 no início de sua trajetória na nova edição do Liga Nacional no estádio Benito Villamarín, em Sevilha. La Roja abriu o placar com um gol de Álvaro Morata (25), mas a dez minutos do final Ricardo Horta (82) equilibrado para Portugal, que deixou o seu craque Cristiano Ronaldo no banco desde o início.

Portugal e Espanha mantêm-se assim com um ponto cada no grupo 2 da Liga A da Liga das Nações atrás da República Checa, que lidera a chave depois de vencer a Suíça por 2-1, lanterna vermelha.

Sobre o final, La Roja teve que vencer, mas de uma maneira incrível Jordi Alba estragou. Faltavam quatro minutos para o final dos 90 regulamentares quando o elenco de Luis Enrique fez uma ótima jogada pela direita, com uma grande barreira entre Pablo Sarabia e Marcos Llorente, que chegou ao final do campo e mandou um centro muito forte para o meio da área.

O guarda-redes português Diogo Costa resolveu rejeitar a bola com os punhos, mas com a infelicidade que ele serviu o gol da vitória para Jordi Albaque quase de pênalti e com o gol totalmente desprotegido, ele acenou com a cabeça apenas largo do posto direito local. “Eu não posso acreditar, entender, analisar ou conceber!”expressou com espanto o relator da ESPN durante a transmissão. Claro que o vídeo viralizou.

Espanha, atual vice-campeã da competiçãotornou-se dono da bola em Sevilha, sob as ordens de Sérgio Busquetsque nesta quinta-feira ele se tornou o terceiro jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção espanhola.

La Roja assumiu a liderança quando Gavi acelerou pela esquerda e cruzou que Morata deixou passar para Sarabia, que avançou e devolveu a bola ao companheiro de equipe para Morata fazer o 1-0 (25).

Portugal tentou responder ao domínio espanhol com contra-ataques que colidiu com a ordenada defesa espanhola, embora André Silva tenha tido a sua oportunidade perto do intervalo com um remate na curva que falhou por pouco (34).

Após o intervalo, Portugal saiu mais agressivo, aumentando a velocidade em um ponto e pressionando mais. O treinador Fernando Santos também colocou Cristiano e Gonçalo Guedes (62) para dar mais força ao ataque quando Portugal chegou mais.

Com a Espanha sofrendo outra coisa, Cristiano encorajou os companheiros a irem para a frente e pressionaram a saída de La Roja, que, num erro defensivo, permitiu a Hortaque havia entrado por Leão (72), tirar proveito um centro para a área do Cancelo para fazer o 1-1 definitivo (82).

CONTINUE LENDO:

Quem é quem no triângulo amoroso que pode acabar com o casal Piqué e Shakira
Carlos Tevez jogou um jogo picante em Fuerte Apache e se irritou com um rival que jogou um cachimbo nele
Momento estranho em Roland Garros: o tenista Holger Rune chutou sua mãe para fora do estádio gritando
A resposta irônica de Neymar à música da seleção argentina contra o Brasil após vencer a Finalíssima
A resposta hilária de Menotti a Mbappé após o título da Argentina contra a Itália em La Finalissima

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.