Piloto morre quando avião de emergência cai durante combate a incêndios em Portugal

MADRI, 16 de julho (EUROPA PRESS) –

Um piloto de um avião de combate a incêndios morreu esta sexta-feira quando a aeronave que pilotava caiu no concelho de Castelo Melhor, em Vila Nova de Foz Côa, no nordeste de Portugal.

“A morte do homem foi decretada no local pela equipa médica do helicóptero do Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEM)”, disse João Paulo Sousa, autarca de Vila Nova de Foz Coa, em declarações recolhidas pela Lusa agência.

“O corpo do piloto foi queimado e o avião anfíbio completamente destruído, o modelo não pode ser identificado, mas tudo indica que ele é um chefe dos bombeiros”, detalhou o prefeito.

Posteriormente, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confirmou a identidade da vítima, transmitindo também condolências à família do piloto através de um comunicado da Presidência.

“O Comandante André Serra será recordado pela sua coragem, bravura e dedicação ao serviço. as suas mais sentidas condolências, neste momento igualmente difícil para todos os operadores do Dispositivo Especial de Extinção de Incêndios Rurais”, expressou.

O primeiro-ministro português, António Costa, lamentou a morte do piloto numa mensagem publicada na rede social Twitter.

“É com grande consternação que tomei conhecimento da morte do piloto que pilotava uma aeronave que se despenhou esta tarde no combate ao incêndio em Torre de Moncorvo. Envio as minhas mais sentidas condolências à família e amigos”, escreveu Costa.

Da mesma forma, o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, considerou a morte como “uma grande perda” também através da sua conta pessoal no Twitter.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *