O governo regional vai destinar mais de 20 milhões para promover o desenvolvimento tecnológico dos quadros do Conselho e a formação digital dos cidadãos

O governo regional vai destinar mais de 20 milhões de euros a duas importantes iniciativas com as quais pretende promover o desenvolvimento tecnológico do pessoal da Junta Comunitária de Castilla-La Mancha e a formação digital dos cidadãos.

O anúncio foi feito pelo Ministro das Finanças e Administrações Públicas, Juan Alfonso Ruiz Molina, durante a cerimónia de assinatura de um acordo de colaboração entre o Conselho Comunitário, a Universidade de Castilla-La Mancha (UCLM) e a multinacional Accenture, que realizado no Centro Regional de Inovação Digital (CRID), em Talavera de la Reina.

Durante o evento, Ruiz Molina explicou que a primeira destas iniciativas é o Plano de Formação Digital para Castilla-La Mancha, que o Executivo regional apresentará em setembro. “Temos que garantir que pelo menos 30.000 cidadãos tenham conhecimentos básicos de tecnologia, ou seja, literacia tecnológica, que, aliás, é um dos objetivos dos fundos ‘Next Generation’”, salientou o vereador.

Adiantou ainda que o governo regional está imerso num novo programa denominado ‘Empregado 360’, cujo objectivo é oferecer formação aos funcionários públicos da Direcção em todas as novas ferramentas que lhes vão ser disponibilizadas. “Vamos revolucionar os postos de trabalho da Administração regional”, assegurou o responsável do Tesouro e Administrações Públicas.

Práticas de treinamento para alunos da UCLM

Ruiz Molina também destacou a importância do acordo assinado esta manhã com o reitor da Universidade Regional, Julián Garde; e o presidente da Accenture na Espanha, Portugal e Israel, Domingo Mirón; e na presença da prefeita de Talavera, Tita García Élez, que permitirá aos alunos da UCLM realizar práticas de formação nas instalações da referida empresa no CRID e que tem um duplo objetivo: oferecer as melhores oportunidades de trabalho aos jovens em a região. e promover a retenção de talentos digitais.

Neste contexto, o ministro salientou que, por um lado, as empresas precisam de ter acesso ao conhecimento e à inovação que se desenvolve na Universidade; e, por outro lado, os alunos têm de conhecer a realidade empresarial que irão integrar no futuro. “Das alianças entre a universidade e a empresa, todos se beneficiam”, comentou.

O chefe de Finanças e Administrações Públicas mostrou sua gratidão ao chefe da Accenture na Espanha, por pensar em Castilla-La Mancha para desenvolver seu programa de treinamento; bem como ao reitor da UCLM, pelo empenho e ambição da Universidade regional em facilitar a inserção laboral dos seus alunos; e ao prefeito de Talavera, pelo apoio a todas as iniciativas realizadas na cidade.

Dez multinacionais no CRID

Ruiz Molina explicou que a assinatura deste acordo ocorreu no CRID porque “é aqui que os alunos vão realizar os seus estágios”. Um centro que disse ser “uma referência tecnológica a nível nacional” e que, além de albergar a sede da associação Gaia-X Espanha, tem “um dos melhores directórios tecnológicos do país”, dos quais são já fazem parte de dez multinacionais tecnológicas que trabalham em aliança com empresas da região em três áreas: tecnologia em nuvem, inteligência de dados e segurança cibernética.

Por seu lado, o reitor da UCLM sublinhou que a Universidade “vai continuar a crescer em Talavera”, em espaço e graus, e lembrou que graças ao contrato-programa com a Direcção, no ano lectivo 2023-2024 lançar um Mestrado em Gestão Estratégica de Tecnologias de Informação.

Por seu lado, o presidente da Accenture em Espanha mostrou a sua “plena confiança” no futuro de Castilla-La Mancha e sublinhou que a assinatura deste acordo é “mais uma demonstração do nosso compromisso com o talento da Comunidade Autónoma”, destacando a importância do Gaia-X Espanha, um projeto de “referência para o uso de dados”.

Por fim, o prefeito de Talavera insistiu na importância de garantir que o talento permaneça na região e ressaltou que o compromisso do setor privado com Castilla-La Mancha “vem consolidar a mudança no modelo de produção”.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.