Vazamento de dados do WhatsApp contém 360 milhões de números de telefone ativos, confirma Check Point

Um arquivo com quase 500 milhões de números de telefone de usuários do WhatsApp em todo o mundo apareceu à venda há alguns dias em um fórum ‘darknet’, embora a análise da empresa de segurança cibernética Check Point tenha reduzido o número para 360 milhões.

A empresa analisou os arquivos relacionados aos dados dos usuários do WhatsApp que apareceu no fórum da comunidade de hackers BreachForums em 16 de novembro. A pessoa que o publicou afirmou que continha 487 milhões de números de celulares de usuários deste serviço Meta, dos quais quase 11 milhões corresponderam a usuários na Espanha.

Agora, a Check Point confirmou que é “números de telefone ativos“, cujo número cai para 360 milhões, de usuários vindo de 108 paísesconforme detalhado em um comunicado de imprensa.

Apesar de não conter informações sobre o conteúdo das mensagens trocadas pelos usuários, o diretor técnico da Check Point Software para Espanha e Portugal, Eusebio Nieva, aponta que são “uma violação em larga escala de um aplicativo móvel popular usado por milhões de pessoas em todo o mundo“.

A empresa observa que os arquivos, que incluem códigos de discagem internacional, foram disponibilizados para venda nos últimos quatro dias e estão sendo distribuídos gratuitamente entre cibercriminosos.

“Uma das consequências imediatas dessa violação é a possibilidade de esses números serem usados ​​como parte de ataques de phishing através da própria aplicação”, sobretudo através de SMS, o que se designa por ‘smishing’, e de chamadas de voz ou ‘vishing’.

Por isso, a empresa pede aos usuários do WhatsApp que estejam “muito atentos às mensagens que recebem desde precaução no exercício ao clicar em qualquer link e mensagem compartilhada no app”, avisa Nieva.

Eloise Schuman

"Fã de café. Especialista em viagens freelance. Pensador orgulhoso. Criador profissional. Organizador certificado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *