Uruguai conta com jogadores experientes para a estreia contra a Coreia do Sul no Catar 2022

– [ESPECIAL] Confira mais informações sobre a Copa do Mundo Qatar 2022 junto com AlAireLibre.cl.

Nenhum dos futebolistas uruguaios esquece como foi difícil para eles se classificarem para o Catar 2022, como sofreram nas eliminatórias, à beira do fracasso, ressurgindo no último minuto devido às vitórias sob o comando de Diego Alonsoeste rearmou e relançou o time azul-celeste rumo à fase final da Copa do Mundo, onde se apresenta esta quinta-feira frente à Coreia do Sul, pelas 10h00 (13h00 GMT).

Nós sabemos onde queremos ir, o que queremos alcançar, mas o mais importante para nós agora é estar bem nesta quinta-feira. É o jogo mais importante. Sabendo o que queremos alcançar, não podemos perder de vista o que está mais próximo. Se o perdermos de vista, podemos cometer erros dos quais nos arrependeremos. O caminho é jogo a jogo”, alerta Alonso, com sete vitórias em nove jogos no comando da seleçãocom uma derrota, um empate e apenas dois gols contra.

O técnico misturou a experiência dos últimos campeõesos homens que venceram a Copa América 2011 na Argentina (Luis Suárez, Edinson Cavani, Diego Godín, Martín Cáceres, Sebastián Coates e Fernando Muslera), com jogadores que estrearam na Rússia 2018 (Rodrigo Bentancur, Lucas Torreira, Maxi Gómez…) e com a pujante geração jovem que impressiona o planeta, liderada por Federico Valverdeum jogador de futebol chamado para fazer história em azul claro, ou Darwin Nunezque chega à Copa do Mundo com sete gols em seus últimos nove jogos pelo Liverpool.

As derrotas da Argentina, 1-2 com a Arábia Saudita, ou da Alemanha, 1-2 frente ao Japão, alertam a seleção uruguaia no primeiro encontro no Qatar 2022, com a margem estreita que permite um grupo com três outros concorrentes, tendo em conta que os outros dois (Portugal e Gana) adquirem no papel uma dimensão muito mais expressiva do que o seu adversário desta quinta-feira, o vigésimo oitavo do ranking da FIFA. O Uruguai é décimo quarto.

FILHO, A FIGURA SUL-COREANA, SERÁ MANCHETE

A partida contra a Coreia do Sul é um teste decisivo, que contará com Son Heung Min, equipado com uma máscara projetada pelo Tottenham que protegerá tudo o que acontecer ao redor do olho danificado no dia 2 de novembro e que manteve em dúvida até agora, embora Paulo Bento, seu treinador, tenha confirmado que estará à disposição no estádio Education City, em Doha, onde formará o onze inicial.

Seu nome lidera a seleção sul-coreana, que eles perderam apenas um dos últimos nove jogos (3 a 0 contra o Japão) na corrida para a Copa do Mundo. Ele não tem pressão nem no primeiro jogo nem no Mundial geral, em que sua melhor colocação foi o inesperado e polêmico quarto lugar que conquistou no torneio que sediou entre seu território e o Japão em 2002. Em sete de suas nove participações não passar da fase de grupos.

Para o duelo com os uruguaios, a Coreia do Sul escalará Kim Seunggyu; Kim Moonhwan, Kim Minjae, Kim Younggwon, Kim Jinsu; Jeong; Kwon, Lee Jaesung, Hwang Inbeom, Son Heung Min; Hwang Uijo.

ARAUJO, BAIXO FORÇADO

No Uruguai Ronald Araujo é baixo, que segue se recuperando da avulsão do tendão adutor longo da coxa direita ocorrida em 24 de setembro e do qual foi operado quatro dias depois, há 56 anos, para entrar no jogo da Copa do Mundo, embora o Barcelona peça à Associação Uruguaia de Futebol que pare imediatamente o tratamento ao qual está submetendo o jogador, porque o clube do Barça considera que a saúde da planta está sendo colocada “em sério risco”.

Sem ele, com os restantes jogadores à disposição, num estado “excepcional”, como o treinador comentou na véspera, Diego Alonso finaliza o seu onze para defrontar a Coreia do Sul, com duas incógnitas: a primeira passa pela direita, por intermédio de Araujo substituição, entre Martín Cáceres ou Guillermo Varela; o segundo, por uma das vagas no centro de campo, entre os melhores ’10’ do campeonato brasileiro, Giorgian de Arrascaeta ou Nico de la Cruzambos após uma grande temporada com seus clubes, Flamengo e River Plate.

O resto dos onze parece definido, talvez com a única dúvida entre Diego Godín ou Sebastián Coates formar no centro da defesa junto com José María Giménez, com mais possibilidades para o capitão uruguaio.

Em sua estreia no Catar, o Uruguai jogará com Rochet; Cáceres ou Varela, Giménez, Godín, Olivera; Valverde, Bentancur, Vizinho, De Arrascaeta; Luis Suárez e Darwin Nunez.

O duelo está marcado para começar às 10h00 (13h00 GMT) e você pode ouvi-lo junto com a cobertura online do AlAireLibre.cl Placar Virtual





Joseph Salvage

"Fanático hardcore de mídia social. Propenso a ataques de apatia. Criador. Pensador. Guru dedicado da web. Aficionado por cultura pop. Solucionador de problemas."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *