Um total de 200 especialistas de Espanha e Portugal vão reunir-se no MUPA numa conferência da Sociedade de Paleontologia e no V Congresso Ibérico – Castilla-La Mancha Notícias

A Ministra da Educação, Cultura e Esportes, Rosa Ana Rodríguez, assegurou que a realização dessas conferências “ajudará a valorizar o rico patrimônio paleontológico de Cuenca e Castilla-La Mancha perante a comunidade científica”.

A conferência acontecerá de 5 a 8 de outubro e é organizada por pesquisadores de ambas as instituições espanholas, como a Universidade Autônoma de Madri, a Universidade de Castilla-La Mancha e o Museu de Paleontologia de Castilla-La Mancha, além de internacionais, incluindo o Museum für Naturkunde em Berlim, a Universidade de Cambridge e Cal Poly Humboldt.

Cerca de 200 especialistas de todos os cantos do país e de Portugal vão reunir-se, de 5 a 8 de outubro, na XXXVII edição da conferência da Sociedade Espanhola de Paleontologia e no V Congresso Ibérico. que terá lugar no Museu Paleontológico de Castilla-La Mancha (MUPA), localizado na cidade de Cuenca. O anúncio foi feito pela ministra da Educação, Cultura e Esportes, Rosa Ana Rodríguez.

As conferências de paleontologia são um evento que se realiza anualmente e que reúne cientistas de todos os cantos de Espanha para partilhar os últimos avanços no estudo da vida no passado e ao qual este ano se juntará a celebração do V Congresso Ibérico que trazer investigadores nesta matéria do país vizinho Portugal.

São organizados por investigadores de ambas as instituições espanholas, como a Universidade Autónoma de Madrid, a Universidade de Castilla-La Mancha e o Museu de Paleontologia de Castilla-La Mancha, bem como internacionais, incluindo o Museum für Naturkunde Berlin, a Universidade de Cambridge e Cal Poly Humboldt.

Pela primeira vez em seus mais de 35 anos de história, destacou Rodríguez, a conferência da Sociedade Espanhola de Paleontologia será realizada na cidade de Cuenca, “local ideal para este evento, pois possui um dos melhores museus paleontológicos de Espanha que abriga mais de 400 peças fósseis de importantes jazidas que são referência internacional como Las Hoyas e Lo Hueco”.

O responsável de Educação, Cultura e Esportes acrescentou que a celebração destes dias “valorizará o rico patrimônio paleontológico de Cuenca e Castilla-La Mancha perante a comunidade científica”.

Programa

A conferência consistirá em três dias de apresentações, onde os pesquisadores presentes apresentarão os últimos avanços em paleontologia. Começando com a palestra inaugural da professora Ángela Delgado Buscalioni, na quarta-feira, 5 de outubro, intitulada ‘O programa científico de Las Hoyas (Serranía de Cuenca: modelando um ecossistema do início do Cretáceo’.

Eles terminarão com uma visita guiada ao site Las Hoyas por sua equipe de pesquisa da Universidade Autônoma de Madri.

O ministro quis lembrar que, além deste congresso, no mês de novembro a cidade de Cuenca também sediará o XXII Encontro de Museus de Ciência e Tecnologia, encontro internacional que acontecerá tanto no MUPA como no Museu desta cidade e no qual participarão cinquenta instituições.

“Com estas conferências não só se trazem para Cuenca encontros científicos de destaque, mas também se promove o chamado turismo de congressos, que traz riqueza e geração de empregos para a cidade”, indicou.

Cedric Schmidt

"Amante de café irritantemente humilde. Especialista em comida. Encrenqueiro apaixonado. Especialista em álcool do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *