Portugal regista o maior número de internamentos hospitalares em apenas 24 horas há quase um ano

MADRI, 3 Jan. (EUROPA PRESS) –

Portugal confirmou esta segunda-feira o internamento de mais 86 pessoas com coronavírus nos hospitais do país, o maior número diário desde 8 de fevereiro de 2021, quando foram internados 96 doentes, pelo que o total ascende agora a 1.167, dos quais 147 nos cuidados intensivos unidades.

Nas últimas 24 horas, no entanto, houve uma queda nos novos casos de coronavírus, com 10.554 positivos em relação aos mais de 30.000 diagnosticados na última sexta-feira, embora, por outro lado, seja uma dinâmica frequente todas as segundas-feiras devido a o menor número de testes que são realizados nos finais de semana.

No total, são 1.434.570 casos registados em Portugal até ao momento, dos quais 19 mil terminaram em morte, depois dos dez confirmados esta segunda-feira. Por outro lado, há 1.207.711 pessoas que conseguiram superar a doença, enquanto 207.859 positivos continuam ativos.

Conforme detalhado no último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), Lisboa contabiliza 41 por cento dos novos casos notificados a nível nacional, com mais 4.328 positivos; seguida da zona Norte, com 4.025 infeções, o que significa 38 por cento do total. A Madeira, com 636, é o território insular mais afectado.

A situação pandémica continua a disparar em Portugal, que se afunda um pouco mais na zona vermelha do seu semáforo epidemiológico, de acordo com a mais recente atualização da matriz de risco divulgada pela DGS na segunda-feira.

Assim, a incidência subiu para 1.805,2 casos por 100.000 habitantes durante catorze dias em todo o país, número que sobe para 1.817,3 casos se tivermos em conta apenas o território peninsular — o que representa um aumento de mais de 700 positivos face ao balanço da passada sexta-feira –; enquanto o índice de transmissibilidade é de 1,43.

Joseph Salvage

"Fanático hardcore de mídia social. Propenso a ataques de apatia. Criador. Pensador. Guru dedicado da web. Aficionado por cultura pop. Solucionador de problemas."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *