Portugal funde o Ministério do Mar com o Ministério da Economia para gerir o Fundo Azul


A 30 de janeiro, o Partido Socialista Português de António Costa venceu as eleições com maioria absoluta, depois de ter sido obrigado a convocá-las por não ter apoio suficiente para aprovar os orçamentos.

Há dias o Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa apresentou o Executivo do XXIII Governo da república em que unifica as pastas da Economia e do Mar num único Ministério, dotado de três Secretarias de Estado. Este Ministério será responsável pela gestão do fundo azul.

O novo Ministro da Economia e do Mar é António Costa e Silva, é licenciado em Ciências Jurídico-Políticas pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa. Assume a presidência da Comissão Nacional de Acompanhamento do chamado Plano de Recuperação e Resiliência.

Por outro lado, as competências pesqueiras serão integradas no Ministério da Agricultura e Alimentação, com Maria do Céu Antunes como ministra. É criado o Secretário de Estado das Pescas.

O novo Governo toma posse na próxima quarta-feira, anunciou a Presidência da República no Palácio Nacional da Ajuda.

É um dos Executivos com menor número de ministérios e secretarias de Estado, 20% a menos que o anterior, com integrantes de “alto perfil político”.

O nome dos secretários de Estado ainda não foi revelado e serão conhecidos esta semana.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *