Porto-riquenho | Integrar-se totalmente nos Estados Unidos ou independência? A ilha debate o seu futuro

Vídeos EFE

Duque anuncia a captura dos responsáveis ​​pelo assassinato do procurador Pecci

Washington, 3 de junho (EFE) .- O presidente colombiano, Iván Duque, anunciou nesta sexta-feira a captura de “todos os suspeitos de envolvimento” na morte do procurador paraguaio Marcelo Pecci, assassinado em maio passado durante uma viagem à Colômbia. “Em uma operação conjunta da Polícia Nacional da Colômbia, da Procuradoria Geral da Colômbia e com a colaboração das autoridades paraguaias, capturamos todos os supostos envolvidos, incluindo o autor do assassinato do promotor Marcelo Pecci”, informou. o presidente de Washington. Duque, que está em turnê pelos Estados Unidos, disse que os suspeitos foram presos graças a uma “operação de inteligência” e “trabalho meticuloso”, e antecipou que serão levados a um juiz para controlar as garantias. Duque não revelou mais detalhes sobre o número e identidade dos detidos, mas prometeu que todos os dados “serão divulgados à opinião pública” assim que forem analisados ​​pelo juiz. O presidente colombiano afirmou que as autoridades têm “provas importantes e robustas” para acusá-los e afirmou que todos aqueles que participaram desse “crime horrendo” terão “o que merecem”. Além disso, expressou sua “solidariedade” com a família Pecci e com o povo paraguaio. Duque fez o anúncio da Base Aérea de Andrews, nos arredores de Washington, de onde deveria voar hoje para a cidade de Reno (Nevada) para participar de uma conferência de prefeitos norte-americanos. Pecci, um conhecido promotor antimáfia paraguaio, foi morto a tiros por desconhecidos em 10 de maio em uma praia em Barú, perto de Cartagena das Índias, para onde viajava em lua de mel com sua esposa, a jornalista paraguaia Claudia Aguilera. . (c) Agência EFE

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.