Passeio de funcionários pelo Eco Parque Quilmes –

Eva Mieri com autoridades nacionais e internacionais no Eco Parque

Autoridades da Câmara Municipal de Quilmes receberam esta segunda-feira uma delegação chefiada pelo Ministro do Ambiente de Portugal, Duarte Cordeiro e representantes do Ministério do Ambiente Nacional, com quem percorreram as obras do Complexo Socioambiental Eco Parque Quilmes, localizado na Avenida Italia ao 400, em La Ribera, no âmbito de um memorando de entendimento entre as duas carteiras nacionais e destacando este trabalho que está sendo realizado em Quilmes.

“Visitamos a obra do nosso Complexo Socioambiental Eco Parque Quilmes, que está com 54% de execução. Temos muita esperança de que este ano termine e que mais de 300 moradores de Quilmes possam acessar este local como fonte de trabalho. Este novo sistema de coleta permitirá que nosso município gere aqueles Quilmes limpos, sustentáveis ​​e ambientalmente responsáveis ​​pelos quais nossa prefeita Mayra Mendoza trabalha todos os dias para poder continuar”, disse a secretária local de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eva Mieri, que representou o Município perante autoridades nacionais e portuguesas.

Mieri destacou: “os integrantes do Ministério do Meio Ambiente nacional, como o Ministro Cordeiro e seu gabinete, vieram visitar esta obra por considerarem que ela não é apenas emblemática pelo volume e pela capacidade de execução que terá em sua tratamento de resíduos, mas também porque será o maior do País. Neste complexo poderemos tratar corretamente os resíduos, motivando também economia para o Município e a possibilidade de geração de empregos e uma política integral de cuidado do meio ambiente com inclusão”.

Neste quadro, o ministro português Duarte Cordeiro, manifestou-se: “me pareceu uma obra muito importante que vai melhorar muito a qualidade ambiental do território. É algo que funciona como um treinamento e também como um equilíbrio econômico porque permite gastar menos com combustível dentro de um processo muito interessante. A ideia de formação de trabalhadores e inclusão também com a creche parece-me algo que tem uma qualidade muito elevada e é importante para os objetivos que todos temos e que têm aqui nesta gestão”.

Por sua vez, a diretora de Projetos Ambientais do Ministério do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Nação, Leila Gianni, destacou: “fizemos um tour por esta obra para mostrar toda a gestão de resíduos que estamos desenvolvendo do Ministério do Ambiente da Nação em conjunto com as autarquias. Possui uma central de separação de resíduos, uma central de transferência de resíduos onde os resíduos que são transferidos para a CEAMSE serão reduzidos até 35%, reduzindo assim o número de deslocações que os camiões de recolha têm de fazer Além disso, como elemento inovador, contará com um centro de educação infantil para os filhos e filhas dos trabalhadores desta fábrica, para que possam ser deixados aos cuidados dos professores durante sua estada de trabalho.

Financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e como parte do programa Quilmes Limpo, o Complexo Socioambiental Eco Parque Quilmes busca minimizar a geração e o enterro de resíduos, formalizar as atividades de recuperação, melhorar os serviços de higiene urbana, promover a separação na fonte e valorização dos resíduos recicláveis, tornando todos os cidadãos de Quilmes parte ativa.

Terá um design ecológico. Entre seus principais benefícios, espera-se uma economia significativa nos envios de resíduos para a planta da CEAMSE, bem como nos volumes de enterramento, uma vez que é promovida a separação na fonte. Contempla uma fábrica de 310 trabalhadores e trabalhadoras, em condições de trabalho adequadas de proteção e saúde. Inclui uma sala de lactação e um berçário dentro das instalações.

O espaço será dividido em estações de tratamento de resíduos secos, chorume, transbordo, coleta volumosa, separação, manutenção e lavagem de caminhões e reciclagem de pneus. Ele conterá um depósito de compostagem, um centro de interpretação ambiental e uma balança.

O assessor da Secretaria Nacional de Controle e Monitoramento Ambiental, Carlos Silva; o Chefe de Gabinete do Ministério do Meio Ambiente, Juan Manuel Vallone; o diretor geral de Projetos com Financiamento Externo e Cooperação Internacional, Martín Illescas; a Secretária do Ambiente de Portugal, Alexandra Carvalho; o embaixador de Portugal na Argentina, José Federico Ludovice e o presidente da LIPOR (Serviço Intermunicipal de Gestão de Resíduos do Grande Porto, Portugal), José Manuel Ribeiro, entre outros responsáveis.

Miranda Pearson

"Organizador. Introvertido. Fanático certificado pela internet. Beeraholic. Fã de álcool irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *