o Ministério da Segurança aumentou a recompensa para encontrar seu paradeiro

O Governo oficializou no Diário Oficial que a soma ascendia a 3 milhões de pesos. O jovem está desaparecido desde 2003.

O Ministério da Segurança aumentou nesta quarta-feira a recompensa que é oferecido para informações que ajudam a encontrar o paradeiro de Christian Schaererfilho de um ex-funcionário de Corrientes que foi sequestrado em 21 de setembro de 2003 naquela província aos 21 anos.

A nova soma, que Passou de um milhão para três milhões de pesosfoi oficializado no Resolução 669/2022que foi publicada na última edição do Diário da República e traz a assinatura do titular daquela pasta, Aníbal Fernández.

Conforme especificado no documento, todas as “pessoas que quiserem fornecer dados devem entrar em contato com o Programa Nacional de Recompensas deste Ministério por telefone, no telefone de acesso rápido 134”.

O dinheiro só será entregue uma vez confirmado o “mérito da informação prestada” pelo informante, cuja identidade será preservada.




Caso Cristian Schaerer: eles aumentaram a recompensa para encontrar seu paradeiro

Cristian Schaerer, filho de Juan Pedro Schaerer, ex-ministro da Saúde de Corrientes e colaborador próximo até meados de 1999 do ex-governador de Corrientes Raúl Rolando “Tato” Romero Feris, foi sequestrado à meia-noite de setembro de 2003 na porta de sua casa, em Bairro Las Tejas da cidade de Corrientes.

De acordo com a investigação policial, o jovem foi capturado por uma quadrilha liderada por Rodolfo “El Ruso” Lohrmann e Horacio “El Potrillo” Maidanaambos detidos em Portugal em 2016 e aguardando extradição para a Argentina.

Os criminosos surpreenderam Schaerer e, sob a mira de armas longas, o levaram em um Fiat Duna. Embora seu pai, Pedro Schaerer, tenha pago um resgate de US$ 277.300, ele nunca mais foi ouvido.

A investigação revelou que Schaerer foi transferido para uma área próxima a Paso de los Libres e depois para Uruguayana, no Brasil, onde foi escondido e mantido em cativeiro a partir de 22 de outubro e por um período de aproximadamente 15 dias.

Sergio e Oscar Salgan participaram do sequestro de Cristian Schaerer em 2003. Foto de arquivo.


Sergio e Oscar Salgan participaram do sequestro de Cristian Schaerer em 2003. Foto de arquivo.

De acordo com o que foi determinado pelos tribunais, os irmãos Salgán mantiveram o jovem confinado em uma casa de campo em Paso de los Libres até os primeiros meses de 2004.

Posteriormente, ficou estabelecido que Cristian foi mantido cativo entre março e maio de 2004 em uma serraria em Garupá, Misiones, de propriedade de Carlino Rojas Morel. No entanto, o jovem continua desaparecido.

Caso Cristian Schaerer: os detidos

No primeiro julgamento, entre o final de 2006 e o ​​início de 2007, o advogado Anjo Barbieri e Horácio Barczuk (que cuidou do jovem), a 25 anos de prisão, e Judith Alvarenga (secretária da Barbieri) aos 8 anos.

No segundo julgamento, em agosto de 2009, Raul Salgan e Cristian Carro Córdoba – um dos principais bandidos de Lohrman – recebeu sentenças de 25 anos; Gonzalo Adriano Costaum adolescente de 16 anos e Claudio Cornelli Belémum dos 12. Cinco outros membros da quadrilha foram absolvidos.

A gangue de assassinos de Cristian Schaerer

No entanto, em 2013, a Câmara Federal de Cassação Criminal impôs 17 anos de prisão aos filhos de “Caniche” Salgán, Sérgio Gustavo e Oscar Antonio Salgan; e 11 para Maria Ester Sudo e seu filho Jorge Gabriel Sudo. Raúl Salgán morreu em setembro de 2017, quando estava no décimo quarto ano de sua sentença de 25 anos.

Em 10 de outubro, reverteram o benefício das saídas transitórias que usufruíam Gabriel Sudo36 anos e Sérgio Salgande 49. Basearam-se no facto de se tratar de um crime considerado “grave”, mas também “contínuo e permanente”, uma vez que “a vítima nunca foi socorrida”.

Por sua vez, Rodolfo “El Ruso” Lohrmann e Horacio “El Potrillo” Maidanaos líderes da quadrilha, foram presos em 2016 em Portugal e continuam aguardando sua extradição para a Argentina.

ISSO É

Olhe também

Joseph Salvage

"Fanático hardcore de mídia social. Propenso a ataques de apatia. Criador. Pensador. Guru dedicado da web. Aficionado por cultura pop. Solucionador de problemas."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *