Nações: Espanha busca vitória indescritível em Portugal

Luis Enrique tentou preservar o otimismo sobre as chances da Espanha de avançar na Liga das Nações após o golpe da derrota em casa para a Suíça.

Afinal, a Espanha pode chegar à fase final do torneio com uma vitória em Portugal na terça-feira.

“Vamos considerar como se fossem as quartas de final (do Mundial) no Catar, temos que jogar, mas não vimos um jogo em que saímos para especular”, disse o técnico espanhol após a O desaire de 2-1 frente aos suíços no fim-de-semana e que relegou a La Roja ao segundo lugar do Grupo 2 antes do jogo decisivo em Braga.

“É uma final, as finais são lindas, poucas são disputadas e a motivação está aí. Vamos medir-se ”, acrescentou ela.

Mas vencer Portugal não é algo que a Espanha tenha conseguido fazer recentemente. Os vizinhos ibéricos empataram nos últimos quatro jogos, e a Espanha não consegue vencer em território português há quase duas décadas.

A última vitória contra Portugal foi nos pênaltis, nas semifinais do Campeonato Europeu de 2012, e antes disso nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2010 — jogo em que os portugueses reclamaram do atraso na partida. O gol de David Villa que certificou a vitória no segundo tempo.

Nas expedições a Portugal, a Espanha não vence desde a vitória por 3-0 em 2003, quando Fernando Torres se estreou pela La Roja, e pouco depois da estreia de Cristiano Ronaldo com Portugal.

Os selecionados empataram quatro vezes desde que Fernando Santos assumiu Portugal após a Copa do Mundo de 2014.

“A Espanha sabe jogar para ganhar e vem para isso”, alertou Santos.

A Espanha viu uma sequência de 22 vitórias consecutivas interrompida em casa quando perdeu para a Suíça no sábado. Portugal, por sua vez, esmagou a República Tcheca por 4 a 0 fora de casa e garantiu a liderança do grupo.

“Nosso objetivo não mudaria se a Espanha não tivesse perdido. Somos obrigados a vencer em Braga”, afirmou o defesa português Diogo Dalot, autor de um bis frente à República Checa.

Apenas os vencedores dos grupos avançam para a última fase do torneio — a Final Four — em junho do ano que vem. Portugal soma 10 pontos, mais dois que a Espanha. A Suíça soma seis unidades, duas a mais que as tchecas, antes do duelo em St. Gallen que definirá qual das duas descerá.

A Espanha quer se repetir na Final Four depois de perder para a Espanha na final do ano passado. Eles também precisavam de uma vitória no último dia, uma goleada chocante de 6 a 0 contra a Alemanha, para chegar à final.

Luis Enrique não antecipa muitas alterações no onze inicial para defrontar Portugal, embora tenha reconhecido que terá de ajustar o trabalho defensivo nas bolas paradas, já que foi assim que a Suíça marcou os dois golos.

Portugal, campeão da primeira edição da Liga das Nações em 2019, contou com o avançado João Félix, ausente frente aos checos devido a lesão. Ele participou do treino de domingo.

Darcy Franklin

"Amante da TV. Ninja da música. Fanático por viagens amador. Fã de bacon. Evangelista de comida amigável. Organizador freelance. Fanático certificado pelo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *