Manchester United se pronunciou após declarações polêmicas de Cristiano Ronaldo

Mais uma vez Cristiano Ronaldo está no olho do furacão pela sua presença no Manchester United, pois nas últimas horas proferiu algumas declarações que surpreenderam o meio futebolístico e o próprio clube inglês. Isso aumenta os problemas que ele já teve com seu treinador Erik ten Hag.

Ao não conseguir sair do United, equipa de que gostaria de sair antes do início da época por não ter participado na Liga dos Campeões, o craque português viu-se obrigado a cumprir as suas obrigações desportivas.

Embora se pensasse que a sua continuidade seria fundamental no projeto nascente do treinador holandês, com o passar dos dias o avançado de 37 anos continua a perder destaque. Perto do meio da temporada europeia, tudo indica que a relação entre o craque português e o Ten Hag está totalmente rompida.

A cada partida que passa, fica claro que Cristiano Ronaldo não tem vaga fixa no time titular do Manchester Unitedindo constantemente para o banco substituto.

Em conversa com o jornalista Piers Morgan, CR7 referiu-se abertamente à sua relação com o treinador do clube: “Não tenho respeito por ele porque ele não me respeita. Se você não tem respeito por mim, eu nunca terei respeito por você.”

Também, Ele disse que se sente “traído” porque foi “transformado na ovelha negra”. Mas o problema não é “só o treinador”Bem, “há duas ou três” pessoas que “querem ele fora do clube”.

Após essas polêmicas palavras, o clube inglês se pronunciou sobre o assunto por meio de um comunicado oficial. Para já, “o Manchester United toma nota da cobertura mediática de uma entrevista a Cristiano Ronaldo” para analisar o sucedido e tomar uma decisão final.

O clube considerará sua resposta assim que todos os fatos forem estabelecidos.”, acrescenta a notificação.

Recorde-se que os meios de comunicação ingleses têm noticiado que o Manchester United iria aplicar uma multa milionária até 1 milhão de euros.

“Nosso foco continua sendo a preparação para a segunda metade da temporada e continuando o ímpeto, a crença e a união que está sendo construída entre os jogadores, o técnico, a equipe e os torcedores”, concluiu o comunicado.

a última birra

No dia 12 da Premier League, no final da partida contra o Tottenham, O jogador da Copa do Mundo com a seleção de Portugal decidiu se levantar da cadeira e ir em direção ao vestiário. A primeira coisa que a mídia inglesa apontou foi que foi uma birra de CR7 que não cabia no que o técnico estava propondo, já que ele havia feito três substituições faltando 10 minutos para o apito final.

Embora se pensasse que Cristiano já não estava nos planos de Erik ten Hag para aquele jogo, esta sexta-feira o mesmo treinador deixou claro que era o português que não queria jogar. “Sim, Cristiano Ronaldo se recusou a jogar contra o Tottenham”, disse o estrategista holandês em entrevista coletiva.

Agora, depois de não jogar no domingo contra o Fulham, Cristiano Ronaldo vai focar em disputar sua quinta Copa do Mundo com a seleção de Portugal, que estreia no Catar 2022 no dia 24 de novembro contra Gana, depois enfrentará o Uruguai no dia 28 do mesmo mês e fechar a fase de grupos contra a Coreia do Sul no dia 2 de dezembro.

Cedric Schmidt

"Amante de café irritantemente humilde. Especialista em comida. Encrenqueiro apaixonado. Especialista em álcool do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *