Malena já pensa em Portugal

Com algumas horas dedicadas a um merecido descanso e outras a encorajar os seus companheiros de equipa nas arquibancadas, assim transcorreu o último dia de Malena Santillán no Campeonato Espanhol Aberto de Astralpool Absoluto onde encerrou um excelente desempenho que incluiu conquistas de medalhas e novos recordes nacionais.

Juntamente com a delegação argentina, a nadadora de São Francisco embarcará na terça-feira para Lisboa, Portugal, onde entre os dias 27 e 30 do corrente mês disputará o Campeonato Aberto daquele país.

“De manhã fiquei para descansar no hotel, o Aníbal (Gaviglio) aconselhou-me a descansar física e mentalmente por todo o esforço feito nestes dias. À tarde aturamos a minha amiga Agostina Hein e Magdalena Portela que correram nesta no último dia e depois saímos para caminhar para clarear um pouco a cabeça”, disse Malena em comunicação com LA VOZ DE SAN JUSTO.

“Na terça-feira vamos para Portugal. Acho que vamos fazer escala em Madrid e de lá para Lisboa”, disse.

Sobre o novo desafio europeu, ela comentou: “Estamos muito ansiosos para fazer um bom trabalho, estou tranquila e vou correr os 1500m livre, 100m costas, 400m livre, 200m costas e 800m livre. consultar meus treinadores se não puder participar dos 100m costas”.

Com este torneio, a seleção argentina encerrará sua turnê pela Europa no marco da preparação que vem realizando para a Copa do Mundo de Natação Júnior que acontecerá no Palácio de Esportes Aquáticos de Lima, Peru, a partir de 30 de agosto. a 4. de setembro.

Recorde-se que na prova espanhola, Malena bateu o recorde nacional da categoria cadete ao completar os 1500 metros livres em 16m44s12. que lhe valeu o quarto lugar na classificação geral.

Ele também ganhou a medalha de prata e estabeleceu um recorde nacional nos 400m. grátis com um recorde de 4:12.84. Batendo assim a marca que pertencia a Delfina Pignatiello desde 2015 (4:14.16).

Enquanto isso nos 200m. suas costas haviam rebaixado duas vezes o recorde nacional de cadetes que ela mesma detinha em 18.2.33; ela nas preliminares, ela marcando 2.16.34, e nas finais, onde ela foi uma medalha de bronze, ela quebrou sua marca novamente com um tempo de 2.14.56.

Nas restantes especialidades em que participou, ficou em quarto lugar nos 800m. grátis com um

tempo de 8.50.52 e nos 100m. de volta, ela não conseguiu passar a eliminatória terminando em 35º. com um recorde de 1.06.43.

Com algumas horas dedicadas a um merecido descanso e outras a encorajar os seus companheiros de equipa nas arquibancadas, assim transcorreu o último dia de Malena Santillán no Campeonato Espanhol Aberto de Astralpool Absoluto onde encerrou um excelente desempenho que incluiu conquistas de medalhas e novos recordes nacionais.

Juntamente com a delegação argentina, a nadadora de São Francisco embarcará na terça-feira para Lisboa, Portugal, onde entre os dias 27 e 30 do corrente mês disputará o Campeonato Aberto daquele país.

“De manhã fiquei para descansar no hotel, o Aníbal (Gaviglio) aconselhou-me a descansar física e mentalmente por todo o esforço feito nestes dias. À tarde aturamos a minha amiga Agostina Hein e Magdalena Portela que correram nesta no último dia e depois saímos para caminhar para clarear um pouco a cabeça”, disse Malena em comunicação com LA VOZ DE SAN JUSTO.

“Na terça-feira vamos para Portugal. Acho que vamos fazer escala em Madrid e de lá para Lisboa”, disse.

Sobre o novo desafio europeu, ela comentou: “Estamos muito ansiosos para fazer um bom trabalho, estou tranquila e vou correr os 1500m livre, 100m costas, 400m livre, 200m costas e 800m livre. consultar meus treinadores se não puder participar dos 100m costas”.

Com este torneio, a seleção argentina encerrará sua turnê pela Europa no marco da preparação que vem realizando para a Copa do Mundo de Natação Júnior que acontecerá no Palácio de Esportes Aquáticos de Lima, Peru, a partir de 30 de agosto. a 4. de setembro.

Recorde-se que na prova espanhola, Malena bateu o recorde nacional da categoria cadete ao completar os 1500 metros livres em 16m44s12. que lhe valeu o quarto lugar na classificação geral.

Ele também ganhou a medalha de prata e estabeleceu um recorde nacional nos 400m. grátis com um recorde de 4:12.84. Batendo assim a marca que pertencia a Delfina Pignatiello desde 2015 (4:14.16).

Enquanto isso nos 200m. suas costas haviam rebaixado duas vezes o recorde nacional de cadetes que ela mesma detinha em 18.2.33; ela nas preliminares, ela marcando 2.16.34, e nas finais, onde ela foi uma medalha de bronze, ela quebrou sua marca novamente com um tempo de 2.14.56.

Nas restantes especialidades em que participou, ficou em quarto lugar nos 800m. grátis com um

tempo de 8.50.52 e nos 100m. de volta, ela não conseguiu passar a eliminatória terminando em 35º. com um recorde de 1.06.43.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.