Fredy Guarín falou sobre seu problema de alcoolismo e garantiu que quer voltar ao futebol profissional

Freddy Guarin Ele foi um dos jogadores de futebol colombianos mais destacados há alguns anos, triunfando em clubes europeus como FC Porto de PortugalInter de Milão da Itália e St Etienne da França. Dentro Colômbia jogado em Envigado e Atlético Huílaapenas no início de sua carreira, porém aos 34 anos optou por voltar a jogar no clube de seus amores, Milionários FC. A decisão foi tomada com surpresa e alguns fãs e analistas ficaram céticos sobre sua condição física.

Já com a camisa do ‘Embaixador‘ Havia mais dúvidas do que certezas. Foram apenas sete jogos em que atuou e marcou um gol contra Esportes Pereira no estádio Nemésio Camacho El Campin. Seu ciclo na caixa de Bogotá foi encerrado inesperadamente depois que sua libertação foi anunciada em 10 de julho de 2021, discutindo problemas pessoais.

O flyer da marca, que se caracteriza por sua potência no tiro de longa distância, ele falou recentemente no VBar de Caracol de raio sobre as razões que o levaram a tomar a decisão de se ausentar dos tribunais por um tempo. Guarín assegurou que problemas com o álcool o levaram a se envolver em situações como a briga com os pais, amplamente compartilhada pelos meios de comunicação:

“Já tive problemas com álcool, admito. Sempre foi um problema na minha vida pessoal. Eu venho trabalhando. O excesso de álcool é um problema muito sério e comecei a combiná-lo com situações familiares e pessoais e deu os piores resultados. Chegou um momento em que tive que decidir o que queria da minha vida, ter uma vida tranquila e saudável, e chegou a hora. Sinto-me feliz, calmo, contente e motivado por este ser o caminho. Perdi muito tempo e oportunidades por causa do problema do álcool, mas estou focado nisso curando e ensinando jogadores e pessoas. Este é um ensinamento que Deus e a vida me dão e uma oportunidade de ser uma inspiração para melhorar. O tema de Milionários foi por causa disso, tive muitos problemas e meu refúgio era o álcool.

Em sua conversa com a mídia, Freddy Ele foi honesto e falou sobre um eventual retorno aos campos de jogo, isso para dar um encerramento digno à sua carreira esportiva onde jogou 477 jogos como profissional onde além dos clubes europeus eles se destacam boca Juniors da Argentina, Xangai Shenhua da China e Vasco da Gama do Brasil. Ele também marcou 84 gols e deu 87 assistências.

Em nível de seleção, a Colômbia disputou 80 jogos, conquistando a medalha de ouro nos Jogos Centro-Americanos e Caribenhos de 2006, disputando a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 e sendo campeã dos Jogos Sul-Americanos 2005, disputados na região cafeeira. O seu registo inclui 10 títulos, a grande maioria com a equipa ‘Dragão’ de Portugal:

“A verdade é que com tudo isso que aconteceu na minha vida, não foi muito legal ter acabado com os Milionários do jeito que acabei. Eram coisas mais pessoais do que esportivas, mas uma decisão tinha que ser tomada e aqui estamos. Muito feliz por poder pensar neste momento e que existe a possibilidade de voltar a jogar, os meus amigos e familiares dizem-me que não merecia terminar a minha carreira. Hoje posso dizer que existe essa possibilidade, minha mente está em outro tom e muito mais aberta a uma possível reintegração”.

CONTINUE LENDO:

Cedric Schmidt

"Amante de café irritantemente humilde. Especialista em comida. Encrenqueiro apaixonado. Especialista em álcool do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *