Francesa Veesion chega ao Uruguai com tecnologia de Inteligência Artificial que detecta furtos em lojas – 22/07/2022

Os assaltos em supermercados, farmacia, lojas de eletrônicos ou bazares, podem representar 1% do faturamento e, às vezes, mais. Depois que esse problema nasceu o plataforma francesa Veesionque criou um Programas que permite detectar roubos em tempo real através da análise de imagens de câmeras de segurança com algoritmos de Inteligência Artificial (IA).

“Se o software detecta um roubo, ele envia um alerta para o celular ou computador do usuário por plataforma de mensagens de telegrama. É um vídeo de 5 segundos que avisa sobre um furto que ocorreu há menos de 10 ou 15 segundos, para que as medidas necessárias possam ser tomadas”, explicou. Paulo Branco, Gerente Nacional da empresa na Espanha.

A empresa, criada na França em 2018, desembarcou em Uruguai mês passado. Foi em um supermercado cidade de Maldonado e também significou o início da expansão tecnológica na América Latinaonde hoje conta com cerca de 20 clientes entre Argentina, Brasil, Paraguai e Colômbia.

A plataforma envia um aviso de vídeo de 5 segundos de um furto que ocorreu há não mais de 10 a 15 segundos.

«Em janeiro chegamos à Espanha, onde temos mais de 650 clientes, e em maio começaram a nos escrever da América Latina. Em junho desembarcamos no Uruguai e depois em outros países da região”, comentou.

Blanco ressaltou que o rápido crescimento da empresa também se baseia na simplicidade da instalação do produto.

“Basta conectar o dispositivo que fornecemos ao sistema de câmeras que a empresa possui sem acrescentar nada, e pronto. Esse hardware analisa, por meio de um algoritmo desenvolvido pela empresa, os gestos feitos pelos clientes dentro da loja e detecta se é roubo, e o faz em tempo real. Assim que ele captura, ele envia o vídeo. 100% dos gestos denunciados são suspeitos e 70% terminam em roubo», assegurou.

Pablo Blanco, Veesion Espanha
Paulo Branco. Gerente Geral da Veesion Espanha. (Foto: Cortesia Veesion)

No Uruguai, a empresa recebeu interesse de empresas e também de Empresas de segurança para distribuição do produto.

Adaptado ao cliente

o tecnologia de visão levou cerca de três anos para se desenvolver e permite detectar quatro “tipos” de furto. «A primeira categoria ou clássica, que implica guardar algo na roupa, seja num casaco ou numa calça; a segunda, que é consumo dentro da loja ou quando as pessoas removem um alarme de um produto ou dos lacres; o terceiro é aquele feito com carrinhos de bebê, amplamente disponível nos supermercados; e o quarto é o roubo com mochila, bolsa, bolsa de ombro, etc.”, listou Blanco.

Ao comercializar o produto, a empresa oferece modelos de assinaturas mensais que variam de acordo com o número de máquinas fotográficas e filiais de propriedade do cliente. “Eles custam a partir de US$ 150 para uma loja com quatro câmeras e isso implica em constantes atualizações de software, o que acontece com o tTecnologia de IAmelhora com o tempo”, indicou Blanco.

Veesion
Visão. A empresa detecta furtos como aqueles que escondem produtos em bolsas e mochilas. (Foto: Cortesia Veesion)

Dentro Uruguaionde a empresa tem cliente, as negociações já estão avançadas com várias empresas de segurança e está prestes a fechar com grandes redes, acrescentou o executivo.

Globalmente, o produto da Veesion Está instalado em cerca de 1.500 lojas em 24 países, principalmente na Europa (França, Portugal, Itália, Reino Unido, Bélgica, República Checa e Espanha), mas também chegou à Austrália, fechado.

Startup capturou 10 milhões de euros para escalar

A Veesion é uma startup criada na França em 2018. A tecnologia por trás do sistema antifurto levou três anos para ser desenvolvida, lembrou Pablo Blanco, responsável pelos negócios da empresa para Espanha e América Latina.

“É um projeto de último ano para três alunos. Em 2020 foi o primeiro caso (de aplicação) naquele país mas o seu desenvolvimento culminou em 2021. Em janeiro deste ano entrou em Espanha e em junho na América Latina. No total, o projeto arrecadou cerca de 10 milhões de euros», explicou.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.