Fernández partiu para uma digressão por Portugal, Espanha, França e Itália

O primeiro destino do Presidente será Portugal.

O presidente Alberto Fernández partiu às 22h05 do aeroporto internacional de Ezeiza, com destino à Europa, onde manterá encontros com os líderes de Portugal, Espanha, França e Itália e com o Papa Francisco, informaram fontes oficiais.

A comitiva que acompanha o presidente em um voo da Aerolíneas Argentinas é formada pela primeira-dama, Fabiola Yañez; o chanceler Felipe Solá; o Ministro da Economia, Martín Guzmán; o Secretário-Geral da Presidência, Julio Vitobello; o secretário de Assuntos Estratégicos, Gustavo Beliz; e o secretário de Comunicação e Imprensa, Juan Pablo Biondi.

a viagem presidencial

O primeiro destino será Portugal, onde no mesmo dia de sua chegada, no domingo, o Presidente realizará um encontro com o seu colega Marcelo Rebelo de Sousa.

No dia seguinte, a delegação participará de um almoço oferecido pelo primeiro-ministro, António Costae tarde o vôo que os leva para a Espanha partirá.

Na terça-feira, já em Madrid, o Presidente irá com a sua comitiva ao Palácio de la Zarzuela, onde terá um encontro com o rei Felipe VI.

Em seguida, faça uma reunião de negócios no Palácio de la Moncloa, com o seu homólogo espanhol, Pedro Sánchezque também oferecerá um almoço em homenagem a toda a delegação.

Na França, na quarta-feira, Fernández vai liderar pela manhã um encontro com empresários na Embaixada da Argentina em Paris, e Ele será recebido no Palácio do Eliseu pelo presidente Emmanuel Macron.

O voo que leva a delegação à Itália partirá à tarde e na manhã de quinta-feira o chefe de Estado visitará o Papa Francisco no Palácio Apostólicoonde terá uma audiência privada com a mais alta autoridade da Igreja Católica.

O presidente almoçará com seu homólogo italiano, Sergio Mattarella, no Palácio do Quirinalepara então ter um rreunião de trabalho no Palácio Chigi, com o presidente do Conselho de Ministros, Mario Draghi

A delegação argentina realizará o retorno a Buenos Aires na sexta-feira em um voo com partida do aeroporto de Roma.

Será a segunda viagem de Fernández à Europa como presidente, depois da turnê que fez antes da pandemia, entre 31 de janeiro e 5 de fevereiro de 2020, semelhante à que está realizando agora.

O chefe de Estado terá uma audiência privada com o Papa Francisco na quinta-feira
O chefe de Estado terá uma audiência privada com o Papa Francisco na quinta-feira.

No primeiro dia que Fernández visitou o Papa na Cidade do Vaticano, em um encontro que durou 44 minutos na biblioteca do Palácio Apostólico; e depois fez o mesmo com o então primeiro-ministro Giuseppe Conte e com Mattarella.

O presidente também foi na sede da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), em Roma, onde se encontrou com o gerente geral Qu Dongyuquien.

Ele também estava em Berlim com empresários e a chanceler Angela Merkel; em Madrid encontrou-se com Sánchez e Felipe VI; em Paris conheceu empresários e Macron. Todos os presidentes apoiaram o processo de reestruturação da dívida argentina.

Com Macron também se encontrou virtualmente em 16 de outubro e 5 de fevereiro passado, em que o presidente francês reiterou seu endosso na renegociação dessa dívida e concordou em trabalhar juntos para uma distribuição “mais equitativa” de vacinas contra o coronavírus globalmente.

Sétima viagem ao exterior

Esta é a sétima viagem oficial ao exterior, depois do anterior para a Europa e indo a Jerusalém em 23 de janeiro de 2020 para participar do 75º aniversário da libertação do campo de concentração de Auschwitz, junto com outros 40 líderes mundiais.

Em novembro passado ele foi para a Bolívia à posse do presidente Luis Arce e depois mudou-se para o Uruguai para se encontrar com seu colega Luis Lacalle Pou.

Também, fUE para o Chile em janeiro passado, realizar um encontro com o presidente Santiago Piñera, outros com o ex-presidente transandino Ricardo Lagos, uma apresentação na Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e um encontro com empresários.

Em fevereiro, convidado por seu colega do México Andrés Manuel López Obradorviajou para as comemorações dos 200 anos da Independência daquele país, onde também manteve encontros com empresários, intelectuais e acadêmicos.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.