Ex-presidente do Benfica vai ser julgado em Portugal

O Supremo Tribunal de Justiça português decidiu enviar a julgamento os 17 arguidos da ‘Operação Lex’, entre eles Vieira, ex-presidente do Benfica

O ex-presidente da benfica Luís Filipe Vieira vai sentar-se no banco da ‘Operação Lex’, processo em que o ex-juiz Rui Rangel é acusado de corrupção, o que teria beneficiado o ex-juiz líder clube esportivo em troca de convites e viagens pagas.

O Supremo Tribunal de Justiça português decidiu esta sexta-feira enviar a julgamento os 17 arguidos da ‘Operação Lex’, incluindo Vieira, que vai ser julgado pelo crime de “recebimento de vantagem indevida”.

O arguido principal, Rui Rangel, que já foi expulso da magistratura, vai ser julgado por vários crimes de corrupção e abuso de poder, entre outros.

Rangel recebeu bilhetes de futebol, convites para o camarote presidencial e viagens pagas para jogos no estrangeiro pela direção do Benfica, que não teriam sido oferecidas “desinteressadamente”, segundo o juiz.

Em troca, acrescenta, Rangel exerceria sua influência na Justiça em favor de Vieira.

Também vão ser julgados o ex-vice-presidente do Benfica Fernando Tavares e o advogado Jorge Correia, assessor de Vieira.

A ‘Operação Lex’ não é o único processo judicial em que está implicado Luís Filipe Vieira, que deixou a presidência do Benfica em julho de 2021, após 18 anos à frente do clube, depois de ter sido detido no âmbito de outra investigação junto com o seu filho e dois outros empresários.

Suspeitas de crimes fiscais e branqueamento de capitais em negócios de 100 milhões de euros recaem sobre Vieira.

VOLTAR PARA CASA

Raven Carlson

"Viciado em bacon apaixonado. Ninja orgulhoso da cultura pop. Analista irritantemente humilde. Entusiasta de TV. Fã de viagens ao longo da vida."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *