“Espanha não cumprirá os caudais anuais nos rios Tejo e Douro”

Espanha e Portugal, dois países amigos, vizinhos e aliados, mantêm, no entanto, uma guerra oculta que pode abalar essas boas relações. E a razão do conflito não é outra senão a água e o caudal dos rios partilhados Tejo e Douro, que nascem em terras espanholas e desaguam no Oceano Atlântico português.

Como e por que surge o conflito? Portugal acusa Espanha de não cumprir os caudais anuais acordados para ambos os rios e, de facto, o Governo de Sánchez assume esse incumprimento numa declaração conjunta em que se prevê que os referidos fluxos sejam 10% inferiores aos valores previstos pelo Acordo de Albufeira.

O referido comunicado foi tornado público na tarde desta quarta-feira, depois de se ter conhecido na segunda-feira o desnível do Douro e, esta manhã, o Ministério espanhol da Transição Ecológica (Miteco) ter anunciado um acordo com o nosso país sobre os fluxos.

Miranda Pearson

"Organizador. Introvertido. Fanático certificado pela internet. Beeraholic. Fã de álcool irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *