Espanha, França e Portugal lançam projeto de cooperação para melhorar a gestão do espaço marinho

21/02/2022

A MITECO participa neste projeto através da Direção Geral da Costa e do Mar e da Fundação Biodiversidade

O objetivo é avançar na implementação dos processos de ordenamento marítimo e contribuir para o desenvolvimento e melhoria dos planos de ordenamento do espaço marinho na Macaronésia Europeia e na Guiana Francesa.

A Espanha concentrará seus esforços na promoção de análises setoriais das Ilhas Canárias e na integração de ordenamento do território e políticas ambientais

Espanha, França e Portugal unem esforços no âmbito do projeto de cooperação transfronteiriça MSP-OR: Promover o ordenamento do espaço marítimo nas regiões ultraperiféricas, apoiar a aplicação da Directiva Ordenamento do Território Marítimo nas suas águas marinhas. O Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico (MITECO) participa como parceiro no projeto através da Direção Geral da Costa e do Mar e da Fundação Biodiversidade.

A crescente pressão das atividades humanas no espaço marítimo exige planejamento para mitigar impactos e gerenciar possíveis conflitos. O ordenamento do espaço marítimo é uma ferramenta poderosa para ajudar os países a encontrar objetivos comuns, gerir as atividades humanas que competem pelo espaço marinho e gerir os seus efeitos, promovendo o uso sustentável do oceano.

Esta iniciativa, coordenada pelo Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia de Portugal, servirá de base para o desenvolvimento e adoção dos princípios do Ordenamento do Território Marítimo em quatro regiões ultraperiféricas, ao mesmo tempo que facilita a governação integrada dos oceanos entre os países participantes.

Além do MITECO, o projeto tem entre os seus parceiros espanhóis o Centro de Estudos e Experimentação de Obras Públicas, o Instituto Espanhol de Oceanografia, o Governo das Canárias e a Universidade de Las Palmas de Gran Canárias. Do lado português estão representados o Secretário Regional do Mar e Pescas dos Açores, o Secretário Regional do Mar e Pescas da Madeira e a Direcção-Geral de Política do Mar. Da França, participam o Service Hydrographique et Oceanographique de la Marine e o Centre d’Études et d’Expertise sur les Risques de l’Environnement, la Mobilité et l’Amenagement.

PLANEJAMENTO DO ESPAÇO MARÍTIMO

Durante três anos, as ações desenhadas no âmbito do projeto trabalharão para avançar no planejamento marítimo, com base nas necessidades particulares de cada região. Entre eles, destaca-se a investigação para colmatar as lacunas que dificultam o avanço dos processos de implementação do ordenamento do espaço marítimo nas diferentes zonas ultraperiféricas.

Destaca também o desenvolvimento da Ocean Governance Platform, um cenário virtual para apoiar a governação cooperativa, a comunicação entre as autoridades competentes e a partilha de contribuições para o ordenamento do espaço marítimo, que permanecerá ativa para além da duração do projeto.

A participação do MITECO através da Direcção-Geral da Costa e do Mar, entidade competente em matéria de ordenamento do espaço marítimo e estratégias marítimas em Espanha, centrará os seus esforços na promoção de análises sectoriais das Ilhas Canárias e na integração do ordenamento do território e políticas ambientais, além de participar de outras ações.

A Fundação Biodiversidade realizará atividades de formação, comunicação e divulgação, e serão realizados processos participativos nas Ilhas Canárias voltados para os setores de energias renováveis ​​e náutico-recreativo, além de apoiar os demais parceiros em outras ações. Além disso, este projeto complementará as ações de participação, capacitação, conscientização e articulação entre administrações e integração de políticas lançadas no projeto LIFE INTEMARES, coordenado pela Fundação Biodiversidade, para alcançar uma gestão eficaz dos espaços marinhos da Rede Natura. 2000.

documentos

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.