Em Lara recuperaram 170 quilômetros de estradas agrícolas

Em 11 freguesias das 58 que compõem o estado de Lara, foram realizados trabalhos de retificação de estradas e estradas agrícolas em benefício da população.

Um total de 169,50 quilômetros de estradas agrícolas receberam manutenção, informou Wilfredo Torres, presidente do Instituto de Estradas (Invilara).

Torres adiantou que esta obra beneficiou produtores dos nove municípios da entidade, que têm exigido a retirada de sedimentos e a manutenção das principais vias de acesso às áreas de produção agropecuária, afetadas pelas chuvas repentinas. , a partir dos primeiros dias do mês de maio.

Por outro lado, anunciou que foram colocadas cerca de 1.523,77 toneladas de asfalto em diferentes pontos de conectividade rodoviária em seis dos nove municípios de Larenses.

Detalhando que em Gamelotal (Buria) no município de Simón Planas, foi esvaziada a maior quantidade de asfalto, ou seja, 579,53 toneladas para a recuperação de estradas agrícolas e turísticas.

Em seguida, na Avenida Bracamonte em Iribarren, foram necessárias 434,14 toneladas; no buraco da estrada Barquisimeto-Acarigua (Portuguesa), 200 toneladas; outras 80, em vários setores na cidade de Crespo (Duaca) e em Jiménez (Quíbor) foram aplicadas 30 toneladas de camada asfáltica.

Liberação na estrada Lara-Zulia

O presidente da Invilara também comunicou os reparos da falha de borda no Baú 17 que une o estado de Lara com Zulia.

No setor El Venadito, pertencente à freguesia de Montañas Verde do município de Pedro León Torres (Carora), foram realizadas obras de melhoramento viário nesta importante via de interligação com a região de Zulia.

Limpeza e canalização de riachos

As atividades de limpeza e canalização de ribeiras realizadas até agora em 2022 pela Invilara envolveram a reconstrução da encosta da ribeira de Villa Tabure, no setor El Trapiche, no município de Palavecino (Cabudare).

Os córregos Buena Vista (Iribarren) e Botucal (Jiménez) também foram intervencionados e canalizados para evitar seu transbordamento e possíveis danos a casas e plantações.

Diante das inundações de córregos e rios que causaram deslizamentos e deslizamentos de terra, procederam à limpeza e desobstrução das vias de comunicação em vários setores do município de Pedro León Torres (Carora).

Naquela cidade torrense, as obras foram realizadas nos setores Ipostel – Atarigua, Turturia e Las Delicias, neste último foi necessário canalizar o rio de mesmo nome que margeia a estrada Lara-Zulia.

Eles também recuperaram uma ponte no setor Villa Tabure em Palavecino (Cabudare) com tinta.

Complexo de feiras de benfeitorias e estradas

Wilfrido Torres, presidente da Invilara, confirmou a entrega de 20 metros lineares de tubulação de 69 polegadas para substituir o esgoto em frente ao Complexo da Feira, para a próxima feira de gado em Carora, de 21 a 26 naquela cidade.

A este respeito, Torres explicou que juntamente com a Hidrolara e a empresa privada, atenderam ao pedido feito pelo presidente local, dada a proximidade das tradicionais feiras do Caro.

Rede de esgoto ultrapassa 50 anos

Em termos de serviços públicos, o governador do estado de Lara, Adolfo Pereira, realizou recentemente uma reunião com as instâncias dedicadas à execução de obras de infraestrutura de serviços, esclarecendo que as obras na Avenida Bracamonte, a leste de Barquisimeto, em um primeiro momento, o coletor de águas residuais (esgoto) foi reparado; e dias depois, atenderam a uma afetação da rede pluvial, que foi substituída.

Sobre o primeiro trabalho de reconstrução do coletor de esgoto de 24 polegadas, ele informou que foi realizado pela Hidrolara em conjunto com o Instituto Rodoviário Estadual de Lara (Invilara) e a Fundação Lara Bella y Segura.

“O sistema de águas residuais de Barquisimeto tem 50 anos e agora com as chuvas, levam ao colapso nas avenidas, da mesma forma as comunidades agora ligam a água da chuva com o esgoto e é importante que saibam que a água da chuva deve ir no seu coletor, e aqueles servidos em seus cachimbos, não podem misturar os dois”, explicou Pereira.

O coletor de água da chuva tinha, no entanto, 15 polegadas e apresentou seu colapso na altura da Avenida Bracamonte, com a Venezuela também a leste de Barquisimeto.

“Peço à população que tome muito cuidado e fique alerta para uma possível subsidência, principalmente porque as chuvas já estão ocorrendo em nosso estado”, disse Pereira.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.