Copa do Mundo Catar 2022: Portugal, Cristiano e o burburinho | Copa do Mundo Catar 2022

Tudo parece excessivo em torno de Cristiano Ronaldo, tanto que até parece que a estreia de Portugaele na Copa do Mundo, ele se encolhe diante das tribulações de sua estrela, dispensado de seu contrato com o Manchester United e sobre o qual se discute seu próximo e desconhecido destino. Por trás disso está a discussão sobre sua atual contribuição no futebol, com três gols até agora nesta temporada e um peso cada vez menor na seleção: Cristiano quase não marcou em um dos últimos nove jogos que disputou por Portugal, oito deles completamente. No último amigável antes da deslocação ao Qatar, a equipa goleou a Nigéria (4-0), com Ronaldo em todos os lugares menos no relvado. Ele assistiu ao jogo das arquibancadas enquanto a segunda parte da entrevista que desencadeou sua saída do Manchester foi transmitida pela televisão. Mas ninguém imagina que Fernando Santos, da seleção portuguesa, vá marcar um Ten Hag e manter o autor de 117 golos em 191 jogos com a seleção portuguesa na reserva. Às vezes a história tem mais lastro que o presente.

“Contra a Nigéria jogamos com alegria, dinâmica e garra. Fomos imprevisíveis e ao mesmo tempo tivemos uma grande capacidade de nos reorganizar na reação após a perda da bola”, avalia Santos, muito criticado após o último fiasco contra a Espanha na Liga das Nações. A questão é como Cristiano pode ser integrado nesse jogo de sudoku. Ontem à noite, na transmissão da BBC da partida entre França e Austrália, Gary Lineker aproveitou um breve debate no intervalo para brincar com Vincent Kompany, glória do Manchester City que agora treina o Burnley, sobre a possibilidade de contratar Cristiano Ronaldo. “Precisamos de jogadores que saibam correr…”, respondeu o belga. Em um futebol de muita pressão, quando o gol deixa de acompanhar, os problemas se acumulam para os atacantes com pouco esforço.

“Ronaldo? Não sei se afeta Portugal e também não quero saber”, esclarece Otto Addo, o técnico ganês, que continua driblando como em seus momentos extremos em Dortmund ou Hannover. pistas. “Não estamos incomodados porque se fala dele. Estamos focados no jogo e as questões dele nem são assunto de conversa na concentração”, garante antes de se disfarçar um pouco: “Também não sei se os meninos falam sobre isso quando estão em seus quartos ”.

No entanto, o fato de na véspera da partida contra Gana Bruno Fernandes aparecer na coletiva de imprensa oficial da FIFA também não ajuda o barulho a diminuir. Sobre o ex-companheiro de Cristiano no United, notou-se uma relação tensa depois que o veterano atacante não o apontou entre uma pequena lista de jogadores do time que identificou como exemplares. “A Cris não conversou comigo sobre a decisão. Aqui estamos todos olhando para a Copa do Mundo. Para mim é uma honra jogar ao lado dele na seleção e ter feito isso no meu clube foi um sonho. Mas nada dura para sempre. Foi bom enquanto durou», explicou Fernándes após o último treino antes da estreia no Mundial, em que escapou uma teoria sobre o ruído gerado por ter uma estrela na equipa. “Fala-se daqueles que fazem mais barulho e Cristiano é quem faz mais barulho no mundo do futebol.

No meio de tanto alarido, a federação inglesa sancionou CR com dois jogos de suspensão por “conduta imprópria” por um episódio ocorrido em abril passado em Goodison Park, quando o português atirou o telemóvel do jogador para o chão quando este se retirou para o vestiário. um jovem torcedor do Everton que estava tirando uma foto dele e a rasgou.

inscreva-se aqui à nossa newsletter especial sobre a Copa do Mundo no Catar

Inscreva-se para continuar lendo

Leia sem limites

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *