Cartão branco no futebol, para que serve? Em Portugal já lançaram – El Sol de México

Pela primeira vez na história da Portugal um cartão branco foi mostrado. Quem o fez foi Catarina Campos, árbitra central do duelo entre Benfica e Sporting da Taca de Portugal Feminina.

Após 44 minutos de ações, o assobio mostrou a caixa branca aos médicos de ambas as equipes para reconhecer o fair play.

A ovação para os médicos das instituições foi dada porque um dos 15.000 adeptos presentes no Estádio da Luz sentiu-se mal na arquibancada e precisou de atendimento médico, foi para lá que os membros das equipes correram para ajudá-lo.

o cartão branco foi aprovado pela Federação Portuguesa de Futebol em 2018 e serve para premiar o fair play e as boas atitudes dentro de uma partida, seja em campo ou nas arquibancadas.

Este cartoon foi promovido pelo Plano Nacional de Ética no Desporto de Portugal e segundo informação da FPF a sua intenção é a seguinte:

“Reconhecer os comportamentos corretos em campo, aplicando-os a jogadores, treinadores e também adeptos”.

Na Espanha, o cartão branco foi usado

Foi durante a Copa do Mundo de 1966 que os cartões começaram a ser usados ​​pelos árbitros, embora tenha sido quatro anos depois que eles foram oficialmente usados ​​em todas as partidas, sendo Kakhi Asatiani o primeiro jogador a receber o cartão amarelo, enquanto Carlos Cazely é aquele a quem pertence a expulsão desonrosa.

➡️ Subscreva a nossa Newsletter e receba as notas mais relevantes no seu email

Embora as cores amarela e vermelha sempre tenham sido as oficiais, Federação Espanhola de Futebol aprovou em 1971 o uso de um cartão branco para o aviso, embora cinco anos depois tenham sido forçados a voltar aos tons tradicionais.

OUÇA O PODCAST DESTE ⬇️

Disponível em: acast, Spotify, Podcasts da Apple, Google Podcasts, Deezer Y música amazônica

Cedric Schmidt

"Amante de café irritantemente humilde. Especialista em comida. Encrenqueiro apaixonado. Especialista em álcool do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *