Cabandié encerrou sua missão a Portugal com visitas a centros ligados a resíduos e pesquisa marinha

O Ministro do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Nação, Juan Cabandié, deslocou-se à cidade do Porto, Portugal, onde participou em reuniões com autoridades de organizações locais dedicadas à gestão de resíduos sólidos urbanos (RSU) e à investigação ambiental marinha. Os passeios fazem parte da missão a Portugal liderada por Cabandié e após ter participado na Conferência sobre os Oceanos da Organização das Nações Unidas (ONU).

A primeira visita foi feita à Lipor, Serviço Intermunicipal de Gestão de Resíduos do Grande Porto. Esta é uma empresa que realiza a gestão, tratamento e valorização de resíduos de oito concelhos: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde. Estima-se que trate cerca de 500 mil toneladas de resíduos por ano para um milhão de habitantes. A instituição faz parte de uma linha de cooperação técnica entre o Ministério do Meio Ambiente da Argentina e Portugal, que visa obter uma plataforma nacional de monitoramento de RSU e ecopontos em cidades litorâneas.

O ministro Cabandié assegurou, durante a visita: “Vamos avançar em mecanismos de colaboração mútua que nos permitam continuar com a nossa política de gestão de resíduos no nosso país, com o objetivo final de conseguir a erradicação no território nacional dos lixões a céu aberto”.

Além disso, Sergio Federovisky, secretário de Controle e Monitoramento Ambiental, que também fez parte do passeio, explicou: “Conseguimos verificar alguns fatos e desmistificar outros. Por exemplo, verificamos que não mais de 25 a 30 por cento do total de resíduos que é realmente gerado é reciclado. Os restantes, na Europa, optaram pelo caminho da incineração, que permite obter energia eléctrica para o abastecimento das redes, mas, ao mesmo tempo, exerce uma espécie de concorrência desleal na reciclagem, pois é um negócio forte e atractivo para continuar incinerando para obter mais energia”.

Por seu lado, Fernando Leite, administrador executivo da Lipor, recebeu os responsáveis ​​e disse: “Esta visita do Ministro do Ambiente da Argentina é muito importante para nós porque estamos a divulgar as nossas actividades e a trocar experiências com um país extraordinário, como o caso da Argentina.” “Estamos muito interessados ​​em colaborar com aquele país. A delegação argentina aqui na Lipor foi muito bem-vinda”, acrescentou.

Também estiveram na visita Alexandra Ferreira de Carvalho, Secretária-Geral do Ambiente de Portugal; Diana Carlos, chefe da Divisão de Cooperação Internacional daquele país; Felipe Araujo, representante do município do Porto no conselho administrativo da Lipor. Eles foram acompanhados pela Diretora Nacional de Gestão Ambiental de Água e Ecossistemas Aquáticos, Gabriela González Trilla; e o diretor geral de Projetos com Financiamento Externo e Cooperação Internacional, Martín Illescas; estes dois últimos, membros da comitiva liderada por Juan Cabandié.

Posteriormente, a delegação argentina percorreu o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR), acompanhada pelo seu diretor, Vítor Vasconcelos. É uma instituição vocacionada para a produção de conhecimento e inovação com uma abordagem integrada dos oceanos e das zonas costeiras capaz de promover a compreensão da dinâmica biológica, física e química, bem como do impacto das atividades naturais e humanas, com o objetivo de compreender as respostas dos oceanos e ecossistemas às mudanças globais.

Recorde-se que Cabandié reuniu-se ontem com o ministro do Ambiente e Acção Climática de Portugal, Duarte Cordeiro, e anunciou que o país europeu vai destinar 1,2 milhões de euros no âmbito da cooperação internacional para reforçar a política ambiental local nos Oceanos. . Isso ocorreu no âmbito da participação do ministro argentino na Conferência das Nações Unidas sobre os Oceanos, que acontece em Lisboa.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.