Babcock vende parte de seu negócio de serviços aéreos de emergência para Ancala Partners

O Babcock International Group chegou a um acordo com fundos administrados pela Ancala Partners, um investidor de infraestrutura de médio porte, para a venda de alguns de seus negócios de serviços de emergência de aviação por uma contraprestação bruta em dinheiro de € 136,2 milhões.

Essas empresas fornecem serviços médicos de emergência aérea, combate a incêndios e busca e salvamento para clientes e comunidades na Itália, Espanha, Portugal, Noruega, Suécia e Finlândia. Eles empregam mais de 2.400 funcionários altamente treinados e operam uma frota de 232 aeronaves. em 164 locais de operação nos seis países. A Babcock manterá seus negócios de serviços de emergência de aviação em seus países foco do Reino Unido, França, Canadá e Austrália, onde o grupo também opera negócios de defesa.

A venda faz parte do programa de alinhamento de portfólio da Babcock, projetado para focar o Grupo e reduzir a complexidade. O produto da transação será retido para fins corporativos gerais.

O CEO da Babcock, David Lockwood, diz que “o acordo marca outra importante passo em nossa estratégia de alinhamento de nosso portfólio. Gostaria de agradecer aos colegas pelo empenho e trabalho árduo na prestação de serviços vitais aos seus clientes, especialmente durante a pandemia, e desejo a eles e à Ancala muito sucesso no futuro.”

Os negócios que estão sendo vendidos fazem parte do negócio de aviação da Babcock. Para o ano encerrado em 31 de março de 2021, eles relataram lucro de € 478 milhões e um prejuízo antes de impostos de € 208 milhões, incluindo uma contribuição de 7 milhões de euros antes de despesas gerais alocadas, itens pontuais e outros ajustes pontuais decorrentes do desempenho e equilíbrio do contrato.

Em 31 de março de 2021, os ativos brutos eram de € 740 milhões, com ativos líquidos excluindo caixa de € 183 milhões e passivos líquidos de arrendamento de € 270 milhões. Com base em números não auditados para o ano que termina em 2022, empresas registaram receitas de 740 milhões de euros e um prejuízo antes de impostos de 12 milhões de euros. Em 31 de março de 2022, de acordo com números não auditados, os ativos brutos totalizaram € 745 milhões e os passivos líquidos de arrendamento totalizaram € 245 milhões.

Calvin Clayton

"Encrenqueiro incurável. Explorador. Estudante. Especialista profissional em álcool. Geek da Internet."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.