A Volta a Portugal vai manter as datas de competição



Continental

Concurso Rodoviário EFE 08/03/2022

A organização da Volta a Portugal garantiu que vai manter as datas das provas (4 a 15 de agosto), apesar de alguns ciclistas não poderem comparecer por estarem a ser investigados por dopagem.

“Apesar do fato de que alguns pilotos e uma equipe foram afetados por essas decisões (a investigação de doping), essas decisões afetam exclusivamente a eles e sua atividade esportiva anual e futura, então Tour de Portugalinfelizmente, mantém o compromisso de continuar com quem nada tem a ver com esses casos e permanecer intocado”, disse a Podium, empresa organizadora, em comunicado.

Foi assim que respondeu esta quarta-feira à notícia de que a polícia e a Autoridade Antidopagem portuguesa (Adopt) tinham promovido registos tanto em julho como esta semana no país, após suspeitarem de atividades ilegais.

A União Ciclística Internacional (UCI) decidiu há uma semana retirar a licença desportiva da equipa do W52-FC Porto, pelo que a equipa não poderá participar na Volta a Portugal, que decorrerá entre 4 e 15 de agosto.

A Polícia Judiciária portuguesa confirmou ainda à EFE que havia registos para obtenção de provas na terça-feira, mas não revelou quais as equipas investigadas.

A Podium lembrou hoje que faz parte da Comissão de Estrada promovida pela Federação Portuguesa de Ciclismo, que emitiu um protocolo “visando a autorregulação da comunidade profissional portuguesa, constituindo um compromisso de todos os agentes envolvidos com as boas práticas desportivas”.

De igual modo, sublinhou estar agora focada “em colocar na estrada mais uma grande edição da Vuelta”, que arranca esta quinta-feira em Lisboa.

A 83ª Volta a Portugal, que se realiza entre os dias 4 e 15 de agosto, tem 1.559,7 quilómetros de percurso, divididos entre o prólogo e as 10 etapas, tendo como ponto de partida Lisboa e Vila Nova de Gaia (região metropolitana do Porto). como objetivo.

Prevê a participação de 126 participantes de 18 equipas, tem 26 prémios de montanha, incluindo uma incursão em Espanha na segunda etapa em Badajoz e um dia de descanso em Viseu (75 quilómetros a sul do Porto).




EFE – Agencia EFE – Todos os direitos reservados. Qualquer tipo de reprodução é proibida sem a autorização por escrito da Agencia EFE S/A.

Cedric Schmidt

"Amante de café irritantemente humilde. Especialista em comida. Encrenqueiro apaixonado. Especialista em álcool do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.